Mogi Guaçu recebeu Colégio de Inspetores

Evento promoveu discussão de desafios e soluções na região

Em 22 e 23 de outubro, a cidade de Mogi Guaçu hospedou o Colégio de Inspetores do Crea-SP, que faz parte de uma série de encontros regionais que o Conselho realiza anualmente. O Colégio é um fórum permanente composto por inspetores – profissionais voluntários designados pelo Conselho para auxiliar no aperfeiçoamento da fiscalização em suas cidades.

Na edição deste ano, além de visitar as 12 regiões do Estado prestando contas sobre a fiscalização, o Crea-SP está promovendo um workshop sobre Cidades Inteligentes para que os inspetores possam agregar, ainda mais, ao desenvolvimento de seus municípios.

Conduzida pela Doutora em Ciências, Engenharia e Planejamento Urbanos, Eng. Iara Negreiros, consultora da SPIn – Soluções Públicas Inteligentes, a oficina foi um primeiro passo dentro do tema para muitos que estavam presentes. “A cidade inteligente não é, necessariamente, algo futurista, com tecnologias extremamente avançadas. Pela definição das normas, uma cidade que proporciona mais qualidade de vida aos seus cidadãos usando qualquer tecnologia já é mais inteligente”, explicou.

Após uma imersão teórica, os inspetores foram convidados a colocar em prática os aprendizados. Reuniram-se em grupos, por Unidade de Gestão de Inspetoria, e discutiram os principais problemas de seus municípios de acordo com os indicadores de Cidades Inteligentes, como iluminação, saneamento, mobilidade, segurança etc.

O desafio foi escolher um deles e propor uma solução, apresentada aos demais participantes na oficina. Alguns dos exemplos citados foram o controle inteligente de automação de iluminação pública, criação de ciclovias, instalação de placas voltaicas e uso de lâmpadas de LED em prédios públicos, instalação de Centro de Controle de Operações para identificação de problemas em tempo real, entre outros.

“Eu tinha conhecimento sobre o assunto, mas de forma muito superficial, então a abordagem foi excelente, principalmente para o momento que vivemos”, comenta o inspetor José Adorno, engenheiro metalurgista. A inspetora e engenheira de produção Denise de Oliveira, que estava presente pela primeira vez em um Colégio de Inspetores, também aprovou o tema, explicando que será possível aplicar o conhecimento no dia a dia e, principalmente, na cidade onde vive.

O Eng. Vinicius Marchese, presidente do Crea-SP, reforçou a importância da iniciativa. “Queremos ir além da fiscalização, que é a nossa finalidade, capacitando e potencializando o trabalho que já é feito pelos inspetores, que têm a possibilidade de conectar e desenvolver boas ideias, impactando as cidades e as pessoas”, explicou.

Força-tarefa na região

Na cerimônia de abertura, que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Mogi Guaçu, vereador Guilherme de Sousa Campos, e do secretário de Planejamento e Desenvolvimento Urbano de Mogi Guaçu, Eduardo Manfrin Schmidt, foram apresentados os resultados da força-tarefa na região, que abrange 41 municípios.

A agente fiscal Adriana Pereira da Silva Queluz informou que os resultados parciais indicam cerca de 12 mil ações de fiscalização realizadas, relacionadas a diferentes modalidades, como Agronomia, Engenharia Civil, Geologia e Engenharia de Minas, Engenharia de Segurança no Trabalho, entre outras.

Para este ano, o Crea-SP já atingiu a meta estabelecida de 200 mil ações de fiscalização, alcançando os maiores números na atividade em 87 anos de história. Saiba mais aqui.

Fonte: Crea-SP
Compartilhe

Deixe um comentário