Crea-SP firma parceria com MCTI para fomentar áreas tecnológicas

Protocolo de intenções foi assinado durante a sessão plenária de julho

O Crea-SP consolidou parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) para capacitação e formação de profissionais das áreas tecnológicas. O protocolo de intenções foi assinado pelo presidente do Crea-SP, Eng. Vinicius Marchese, e pelo ministro Eng. Marcos Pontes durante sessão plenária nº 2.073, realizada nesta quinta-feira (29/07).

O objetivo é a promoção de iniciativas conjuntas para incentivar a tecnologia e inovação em todo o estado de São Paulo. “Esta parceria só é possível graças a todos que compõem a estrutura do nosso Conselho, como conselheiros, inspetores e funcionários. Por meio do Crea-SP, podemos contribuir com o governo federal para estimular essas profissões, responsáveis por mudar a realidade do nosso país”, afirmou o presidente.

Crea-SP e MCTI celebraram acordo para fortalecer áreas tecnológicas no Estado

Em participação remota, o ministro Eng. Marcos Pontes destacou a importância do trabalho em conjunto, considerando a capilaridade do Conselho, presente em todos os municípios do Estado. “Ciência, tecnologia e inovação são ferramentas para alavancar o desenvolvimento econômico e social do país. O protocolo de intenções marca o início de uma parceria que será muito frutífera para o Brasil como um todo. São Paulo está dando o exemplo para os outros estados”, ressaltou o ministro.

Com a celebração do protocolo, o Conselho e o MCTI empenham esforços para regular a cooperação técnica-científica nas áreas de atuação das Engenharias, Agronomia e Geociências. A partir da assinatura, o Crea-SP e o Ministério passam a elaborar planos de trabalho para atender às disposições do acordo.

PEC 108 e comitê multidisciplinar de fiscalização

Entre os assuntos debatidos pelos conselheiros na sessão plenária nº 2.073, houve menção à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 108/2019, que tratava sobre a transformação dos conselhos profissionais em entidades privadas, tornando facultativo o registro profissional de atividades regulamentadas. A PEC foi retirada de tramitação do Congresso Nacional por pedido da Presidência da República na última segunda-feira (26/7).

Conselheiros e conselheiras durante votação de processos na sessão plenária

Conselheiros e conselheiras durante votação de processos na sessão plenária

Além disso, o Plenário referendou a implantação do Comitê multidisciplinar para desenvolvimento e aprimoramento da fiscalização, criado para contribuir com a padronização dos procedimentos fiscalizatórios do Conselho (saiba mais aqui – https://www.creasp.org.br/crea-sp-instala-comite-multidisciplinar-para-aprimorar-fiscalizacao/).

Fonte: Crea-SP

Compartilhe

Deixe um comentário